segunda-feira, abril 24, 2017

Laranjeiras do Sul:CAIC deve ser reconstruído.



A primeira etapa do programa prevê a construção e adequação de moradias para 700 famílias que ocupam áreas de risco ou de proteção ambiental em seis municípios do Estado. 

Os bairros selecionados de cada cidade irão passar por um aprimoramento com reformas de casas, construção de novas residências no lugar das antigas ou até mesmo realocação para novos espaços em casos onde haja risco para as famílias.
Os municípios são: Rebouças (54 famílias, na Vila Facão), Cantagalo (125 famílias, na Vila Chimin), Prudentópolis (83 famílias, na Vila Santana), Laranjeiras do Sul (128 famílias, na Vila Caic), Imbituva (196 famílias, na Vila Zezo e arredores) e Wenceslau Braz (108 famílias, na Vila Sem Teto). A previsão é que a Cohapar faça a licitação para as obras nesses 6 municípios em junho.
O projeto de Redução de Déficit Habitacional faz parte da segunda etapa do programa e conta com investimento total de R$ 313 milhões (US$ 100 milhões), ofertando uma rede de serviços para as famílias em vulnerabilidade social. O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) financia o programa, que atenderá 22 mil famílias, dos 156 municípios considerados prioritários. Dentre eles, constam municípios da base de atuação do deputado Artagão Júnior que estão no processo de habilitação para construção de até 50 casas. São eles: Virmond, Marilândia do Sul, Rio Branco do Ivaí, Rosário do Ivaí, Diamante do Sul, Novo Itacolomi, Boa Ventura de São Roque, Porto Barreiro, Rio Bonito do Iguaçu, Inácio Martins, Laranjeiras do Sul, Palmital, Cândido de Abreu, Pinhão, Foz do Jordão e Ariranha do Ivaí.
Os municípios têm até dia 25 de abril para entregarem as documentações previstas no edital.

Via assessoria.
Os bairros selecionados de cada cidade irão passar por um aprimoramento com reformas de casas, construção de novas residências no lugar das antigas ou até mesmo realocação para novos espaços em casos onde haja risco para as famílias.

Os municípios são: Rebouças (54 famílias, na Vila Facão), Cantagalo (125 famílias, na Vila Chimin), Prudentópolis (83 famílias, na Vila Santana), Laranjeiras do Sul (128 famílias, na Vila Caic), Imbituva (196 famílias, na Vila Zezo e arredores) e Wenceslau Braz (108 famílias, na Vila Sem Teto). A previsão é que a Cohapar faça a licitação para as obras nesses 6 municípios em junho.

O projeto de Redução de Déficit Habitacional faz parte da segunda etapa do programa e conta com investimento total de R$ 313 milhões (US$ 100 milhões), ofertando uma rede de serviços para as famílias em vulnerabilidade social. O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) financia o programa, que atenderá 22 mil famílias, dos 156 municípios considerados prioritários. Dentre eles, constam municípios da base de atuação do deputado Artagão Júnior que estão no processo de habilitação para construção de até 50 casas. São eles: Virmond, Marilândia do Sul, Rio Branco do Ivaí, Rosário do Ivaí, Diamante do Sul, Novo Itacolomi, Boa Ventura de São Roque, Porto Barreiro, Rio Bonito do Iguaçu, Inácio Martins, Laranjeiras do Sul, Palmital, Cândido de Abreu, Pinhão, Foz do Jordão e Ariranha do Ivaí.

Os municípios têm até dia 25 de abril para entregarem as documentações previstas no edital.



Por assessoria
- See more at: http://portalcantu.com.br/noticias/ultimas-noticias/laranjeiras-do-sul/item/43679-caic-deve-ser-reconstruido#sthash.dfCCJPlR.dpuf
A primeira etapa do programa prevê a construção e adequação de moradias para 700 famílias que ocupam áreas de risco ou de proteção ambiental em seis municípios do Estado.

Os bairros selecionados de cada cidade irão passar por um aprimoramento com reformas de casas, construção de novas residências no lugar das antigas ou até mesmo realocação para novos espaços em casos onde haja risco para as famílias.

Os municípios são: Rebouças (54 famílias, na Vila Facão), Cantagalo (125 famílias, na Vila Chimin), Prudentópolis (83 famílias, na Vila Santana), Laranjeiras do Sul (128 famílias, na Vila Caic), Imbituva (196 famílias, na Vila Zezo e arredores) e Wenceslau Braz (108 famílias, na Vila Sem Teto). A previsão é que a Cohapar faça a licitação para as obras nesses 6 municípios em junho.

O projeto de Redução de Déficit Habitacional faz parte da segunda etapa do programa e conta com investimento total de R$ 313 milhões (US$ 100 milhões), ofertando uma rede de serviços para as famílias em vulnerabilidade social. O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) financia o programa, que atenderá 22 mil famílias, dos 156 municípios considerados prioritários. Dentre eles, constam municípios da base de atuação do deputado Artagão Júnior que estão no processo de habilitação para construção de até 50 casas. São eles: Virmond, Marilândia do Sul, Rio Branco do Ivaí, Rosário do Ivaí, Diamante do Sul, Novo Itacolomi, Boa Ventura de São Roque, Porto Barreiro, Rio Bonito do Iguaçu, Inácio Martins, Laranjeiras do Sul, Palmital, Cândido de Abreu, Pinhão, Foz do Jordão e Ariranha do Ivaí.

Os municípios têm até dia 25 de abril para entregarem as documentações previstas no edital.



Por assessoria
- See more at: http://portalcantu.com.br/noticias/ultimas-noticias/laranjeiras-do-sul/item/43679-caic-deve-ser-reconstruido#sthash.dfCCJPlR.dpuf

Nenhum comentário: