segunda-feira, julho 31, 2017

Laranjeiras do Sul:Conferência Municipal de Saúde elegeu propostas para os próximos 4 anos


Realizada na sexta-feira, 28, a 12ª edição da Conferência Municipal de Saúde reuniu pessoas dos mais distintos segmentos da sociedade civil organizada como sindicatos, clubes de serviços, associações comunitárias, entidades religiosas, entre outros. Com o tema “Judicialização do SUS”, a conferência serviu para a elaboração e discussão de propostas a serem defendidas nas conferências estadual e nacional, e as ações e projetos que irão nortear os a saúde pública no município no decorrer dos próximos quatro anos.

No período da manhã duas palestras foram ministradas. Viviane Betanin, graduada em Enfermagem e especialista em saúde do trabalhador, ministrou a primeira palestra sobre os princípios do SUS. A segunda teve como palestrante a farmacêutica Renata Araújo Diedrich Baitala, que abordou justamente a “Judicialização do SUS”. À tarde, a plenária foi dividida em grupos que levantaram as propostas baseadas nos eixos discutidos durante a conferência.

No evento também foram eleitos e empossados os novos membros do Conselho Municipal de Saúde, sendo 16 titulares e o mesmo número de vagas para suplentes. O secretário de Saúde, Valdemir Scarpari, avaliou a conferência de maneira positiva e como um momento democrático em que a população pôde externar suas sugestões. “Eu posso afirmar que foi a maior e melhor conferência de saúde já realizada em Laranjeiras do Sul e região, disse. Nada menos do que 300 pessoas participaram das discussões.

Por usa vez, o prefeito Berto Silva comentou os avanços do setor nos sete meses do seu mandato, destacando a reabertura da UTI, a contratação de mais médicos, a ampliação da aquisição de medicamentos seis vezes maior do que na gestão anterior, a reabertura o Celeste modernizado e ampliado, que ocorrerá em breve, a inauguração da UBS do Água Verde, que também está prevista para os próximos meses, entre outros investimentos no setor. Mas boa parte do pronunciamento, foi dedicado ao agradecimento aos servidores da saúde, a quem se referiu como “abnegados”.

Logo após o evento, à imprensa local, o prefeito falou sobre ao projeto de implantação do Centro de Especialidades Municipal (CEM). “As pessoas precisam parar de ter que correr para lá e para cá em busca de saúde. O serviço público tem que vir até o cidadão, que é quem banca o sistema pagando os seus impostos. E o projeto CEM, que está na iminência de ser concretizado, vai resolver isso”, declarou.

Nenhum comentário: