sábado, junho 10, 2017

Paraná:Com medo de roubo, comerciante acorrenta caminhonete em postes



Uma caminhonete acorrentada a um poste. A cena chama a atenção de moradores de Marechal Cândido Rondon, no oeste do Paraná. Esta é uma das soluções encontradas pelo comerciante Feliciano Vagner para não ter mais a caminhonete roubada.

“Estou me prevenindo para os ladrões não me levarem ela de novo. Tento dificultar um pouco. Coloquei corta-corrente, corta-diesel, trava no volante e amarro em qualquer lugar. Procuro também sempre deixar em um lugar iluminado. É o jeito de evitar. A gente não pode ficar dando moleza para eles”, justifica.

A caminhonete ano 1993, que não tem espaço na garagem, já foi roubada. “Senti muita falta nos dois dias que ela ficou desaparecida. Ela foi deixada numa chácara abandonada e a PM recuperou”, conta.

O outro automóvel da família também já foi alvo de ladrões e levado para Salto del Guairá, no Paraguai. Para recuperá-la, o comerciante precisou pagar R$ 6 mil de resgate. Temendo um prejuízo maior, Felício decidiu fazer um seguro, o que não conseguiu estender para a caminhonete.

Furtos e roubos de veículosSegundo a Polícia Militar, de janeiro a maio, foram registrados 214 furtos e roubos de veículos em Marechal Cândido Rondon, sete a mais que no mesmo período de 2016. Maior foi o mês com o maior número de casos: 57, quase dois por dia.

“O crime é dinâmico. Muitas vezes criminosos que atuavam em uma área, migram para outra. Alguns já cumpriram pena por isso, outros estão iniciando. Até que sejam presos, vão cometendo os delitos. Mas, depois de presos, estes casos tendem a baixar”, comentou o comandante da PM na cidade, capitão Valmir Souza, ao alegar que com a melhoria de estrutura da polícia a tendência é que os índices de criminalidade diminuam.


Fonte:G1PR

Nenhum comentário: