sexta-feira, julho 07, 2017

Seju defende promoção de campanhas permanentes contra o tráfico de pessoas na Assembleia Legislativa do Paraná

 A coordenadora do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas no Paraná (NETP), da Secretaria de Estado da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, Sílvia Cristina Xavier, defendeu a promoção de campanhas permanentes de informação e de combate a este tipo de crime, durante manifestação na sessão plenária da Assembleia Legislativa do Paraná, nesta segunda-feira 

Entre os dias 24 a 30 de julho serão intensificadas ações no estado, justamente para chamar atenção para o problema, incentivando a população a denunciar a exploração sexual, infantil e do trabalho, situações que normalmente estão associadas ao tráfico de pessoas. De acordo com Sílvia Cristina Xavier, anualmente, no mundo, são 2,5 milhões as vítimas do tráfico de pessoas, na sua maioria mulheres, entre 18 e 44 anos.

Os crimes de exploração sexual e exploração do trabalho são os mais comuns. “Queremos chamar atenção com a campanha, em locais estratégicos, como aeroportos, em rodoviárias, praças de pedágio, e que as pessoas nos ajudem denunciando, porque somente assim podemos atuar firmemente no combate ao tráfico de pessoas”, frisou a coordenadora.

Por iniciativa da deputada Cantora Mara Lima, o projeto de lei nº 259/2017, apresentado no Legislativo estadual, pretende instituir o dia 30 de julho como o Dia Estadual Contra o Tráfico de Pessoas, estabelecendo a última semana do mesmo mês para a Campanha Coração Azul, voltada à promoção de ações educativas, preventivas, repressivas e de apoio às vítimas. A proposta está tramitando pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), devendo passar ainda pelas comissões de Segurança Pública e de Direitos Humanos e da Cidadania. “Já temos um projeto na Casa que pretende estabelecer uma semana de destaque para a questão do tráfico de pessoas, assunto de muita gravidade e que precisa ser combatido. Além disso, as pessoas que sofrem com este crime necessitam de apoio e atendimento. Neste sentido é que pensamos numa legislação capaz de chamar a atenção da sociedade”, afirmou a parlamentar.

Coração Azul – A Assembleia Geral da ONU instituiu o Dia Mundial de Enfrentamento do Tráfico de Pessoas em 30 de julho para marcar a aprovação do Plano Global de Combate ao Tráfico de Pessoas, em 2010. Desde então, a campanha é realizada em vários países. Em 2013, por meio do Ministério da Justiça, a campanha foi estabelecida no Brasil. No ano seguinte, também foi criada a Semana Nacional de Mobilização para o Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas.

SEJU

Nenhum comentário: