segunda-feira, junho 05, 2017

Artagão Júnior trabalha em parceria com os municípios para a construção de quase mil casas rurais

A Caixa Econômica Federal já está analisando a documentação dos municípios cadastrados no Plano Nacional de Habitação Rural (PNHR) do Programa Minha Casa, Minha Vida.
Aqui no Paraná, municípios da base do deputado Artagão Júnior também entregaram as documentações com a demanda de casas a serem construídas nas zonas rurais. A Cohapar é a responsável pela execução do programa.
“Agora temos que esperar esse tempo para análise dos documentos para depois trabalharmos para agilizar o início das obras”, disse o deputado e secretário da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, deputado Artagão Júnior.
Confira quais são os municípios da base inscritos no programa e quantas casas estão pleiteando:
Ariranha do Ivaí: 20 casas
Boa Ventura de São Roque: 13 casas
Bom Sucesso: 12 casas
Borrazópolis: 30 casas
Cândido de Abreu: 22 casas
Diamante do Sul: 45 casas
Foz do Jordão: 22 casas
Godoy Moreira: 60 casas
Guarapuava: 183 casas
Inácio Martins: 38 casas
Irati: 104 casas
Ivaiporã: 44 casas
Marilândia do Sul: 28 casas
Marumbi: 9 casas
Novo Itacolomi: 22 casas
Palmital: 88 casas
Pinhão: 11 casas
Porto Barreiro: 23 casas
Quarto Centenário: 10 casas
Rio Bonito do Iguaçu: 28 casas
Rio Branco do Ivaí: 20 casas
Rosário do Ivaí: 81 casas
São João do Ivaí: 53 casas
São Pedro do Ivaí: 4 casas
Virmond: 22 casas
O investimento feito em cada casa é de R$ 34,2 mil. Somando todos os municípios da base do deputado, com 992 casas, o valor chega a R$ 33,9 milhões. As famílias devem ter renda anual bruta de até R$ 17 mil.
Uma vez assinado o contrato, após a conclusão das obras, o beneficiário deve honrar com uma contrapartida correspondente a 4% do valor do subsídio concedido para a construção da casa. O pagamento à Caixa é efetuado por meio de boletos, em quatro parcelas anuais.

Via Assessoria

Nenhum comentário: