sexta-feira, janeiro 25, 2013

APÓS DENÚNCIA ANÔNIMA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL APREENDE NOVE PÁSSAROS SILVESTRES EM ASSAI


 APÓS DENÚNCIA ANÔNIMA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL APREENDE NOVE PÁSSAROS SILVESTRES EM ASSAI 
Nesta Sexta Feira dia 25 de janeiro de 2013, por volta das 10 horas a equipe da Polícia Militar Ambiental do pelotão de Londrina, do posto policial ambiental da cidade de São Sebastião da Amoreira,  receberam denúncia anônima de que pássaros silvestres estavam sendo capturados e mantidos ilegalmente em cativeiro na cidade de Assai, a cerca de 65 km de Londrina.
Ao chegar a residência localizada na Rua Principal, S/n, Centro de Assai os policiais constaram várias gaiolas com pássaros silvestres apreendidos de forma irregular e ilegal porque nenhum deles estava devidamente anilhado ou possuía documentação legal para sua criação em cativeiro.
Ao todo foram localizados, nove pássaros silvestres, sendo eles, três pássaros da espécie Sabiá, dois pássaros da espécie trinca ferro, um pássaro Preto, um Pássaro da espécie Azulão, um Pássaro Galo da Campina e um Pássaro da espécie Melro, sendo o melro um  pássaro com origem natural da Serra do Mar.
Alguns pássaros ainda apresentavam comportamento de captura recente, e se debatiam no interior das gaiolas, e por isso depois de avaliação de veterinário os pássaros será verificado se elas tem condições de soltura imediata ou deverão ser encaminhadas a um CETAS, para depois serem  reinseridas em seu Habitat natural.
Todas aves foram apreendidas e encaminhadas a Sede do Posto Policial Militar Ambiental de São Sebastião da Amoreira.
Assim o proprietário dos pássaros um homem de 62 anos de idade foi acusado de crime ambiental de caça e captura de animais silvestres, de acordo com a lei Federal de crimes ambientais 9605/98, sendo submetido a termo circunstanciado de infração penal.
Os Policiais Militares Ambientais continuam as operações em nossa região, visando a conscientização e mudança de comportamento das pessoas para que permitam que os pássaros nativos existente continuem livres, pois  pertencem a natureza, e não são propriedade particular.
Agradecemos as diversas denuncias recebidas e solicitamos que a comunidade continue denunciando os crimes para que a Polícia Militar Ambiental possa fazer as devidas apreensões e posterior solturas.   
É ordem direta do governador Beto Richa e de nosso comandante do BPMA, Sr. Tenente Coronel Chehade Elias Geha que as ações de proteção ambiental sejam intensificadas, e o meio ambiente seja protegido para as gerações futuras.
 Relembrando toda a sociedade, que todo cidadão pode ser um defensor da natureza e ajudar no combate aos crimes ambientais denunciando a qualquer hora, em todo o estado do Paraná os crimes ambientais através do telefone (43) 3341-7733, em Londrina e região.
Via Capitão PM Ricardo Fardim Eguedis -  Comandante da 2ª Cia de Polícia Ambiental

Nenhum comentário: