segunda-feira, junho 05, 2017

Laranjeiras do Sul:Agroceres PIC inaugura UDG mais moderna da América Latina

Presidente do Grupo Agroceres, Marcelo Araujo Ribeiral, e o prefeito Berto Silva no descerramento da placa inaugural
A Agroceres PIC inaugurou nesta quinta-feira, 1º, em Laranjeiras do Sul, a maior e mais moderna Unidade de Disseminação de Genes (UDG) da América Latina e a quarta do mundo. Com investimentos na ordem de R$ 18 milhões, a unidade, que é localizada na região da comunidade de Alto São João, tem capacidade para alojar 800 reprodutores de alto valor genético e potencial para processar 1,2 milhão de doses inseminantes por ano.  

A solenidade de inauguração contou com a presença de suinocultores de todo o Brasil e de outros países. O prefeito Berto Silva, o presidente do Grupo Agroceres, Marcelo Araujo Ribeiral, e o diretor superintendente da Agroceres PIC, Alexandre Furtado da Rosa, foram os oradores da solenidade, que também foi assistida pelo vice-prefeito Valdemir Scarpari, secretários municipais, vereadores, entre outros. 

O empreendimento faz parte do projeto de expansão do negócio de Genética Líquida da empresa e permitirá a Agroceres PIC ampliar o atendimento a seus clientes e acelerar a velocidade de disseminação de genes superiores nas granjas brasileiras. A “UDG Laranjeiras do Sul” pode atender um plantel estimado de 800 mil fêmeas e produzir 20 milhões de cevados ao ano, o que representa cerca de metade da produção brasileira.

Segundo o diretor superintendente da Agroceres PIC, Alexandre Furtado da Rosa, a inauguração é a consolidação de um trabalho que foi semeado há seis anos, quando foi decidido introduzir o conceito de Genética Líquida no Brasil. “A nova unidade permitirá ampliar o suporte aos clientes, assegurando acesso a uma tecnologia capaz de agregar mais qualidade genética a seu plantel e, consequentemente, mais eficiência e rentabilidade a seu negócio”, afirma. 

Estrutura
A UDG Laranjeiras do Sul possui mais de 6,5 mil m2 de construção e está instalada em uma área total de 40 hectares. Destes, 18 hectares são destinados à Área de Proteção Permanente (APP), garantindo o completo isolamento da produção e o máximo status de biossegurança.

A planta possui ainda um sistema de dupla quarentena para 160 animais, certificada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. São dois galpões climatizados e equipados com filtragem de ar que garantem total segurança sanitária e maior fluxo genético à unidade.

“Com a genética líquida que sairá destas instalações o produtor poderá promover a atualização genética do seus planteis de forma contínua, sem a necessidade de manter em sua propriedade a estrutura de uma central. Com isso, ele pode voltar seu foco àquilo que sabe fazer de melhor, que é produzir suínos”, afirmou o presidente da Agroceres PIC, Marcelo Araujo Ribeiral.

O prefeito Berto Silva disse estar muito feliz com esta inauguração. Ele afirmou que as tratativas da Prefeitura com a empresa foram cumpridas e o compromisso assumido agora é apresentar ao Governo do Estado um projeto de pavimentação do acesso, de Alto São João até a UDG. “Eu nasci e cresci ouvindo a vinheta da Agroceres. Naquele tempo eu jamais sonharia que em algum momento da minha vida inauguraria como prefeito um projeto desta marca”, disse. 

Nenhum comentário: