quinta-feira, fevereiro 09, 2017

Com a crise, número de microempreendedores cresce 17% no Paraná


O Paraná encerrou o ano de 2016 com 1,3 milhão de empresas em atividade, número 10,73% superior ao de 1,18 milhão de empresas registradas em 2015. O avanço do número de empresas ativas foi puxado principalmente pelos trabalhadores que abriram seus negócios por conta própria. Já o número de microempreendedores individuais teve crescimento de 17,92%, com evolução de 572.925 em 2015, para 674.169 em 2016 no Paraná.

Os dados, divulgados ontem pelo governo do estado, são do Empresômetro, plataforma desenvolvida pelo Instituto de Planejamento e Tributação (IBPT) que projeta em tempo real o número de empresas com registro ativo no país.

O economista Julio Suzuki Junior, diretor-presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes), avalia que muitas pessoas que perderam seus empregos com a crise econômica passaram a empreender, especialmente no setor de serviços. Apesar disso, mesmo sem contar os microempreendedores individuais, cresceu 3% em 2016 o número de empresas abertas no estado, em relação ao ano anterior, destaca o presidente da Junta Comercial do Paraná (Jucepar), Ardisson Akel.

O presidente do Ipardes afirma que o aumento de empresas (e não microempreendedores) é relevante para a recuperação econômica. “É um dado positivo, porque mesmo em um cenário adverso houve avanço nos números. A expectativa é que essas empresas possam crescer quando a economia começar sua retomada e ampliar a geração de empregos ”, diz.”

O Paraná é o quinto estado com maior número de companhias em operação, com 6,63% do total de 19,7 milhões de empresas ativas no país.

Nenhum comentário: