quinta-feira, agosto 03, 2017

“Separação sem traumas” (Coluna semanal da Psicóloga Marian Martins)


A insatisfação conjugal tende a aumentar na medida em que aumenta os anos de convivência e é importante apontar que na experiência clínica sabemos que os dois primeiros anos de relacionamento não são diferentes.

Por fim a uma relação amorosa não é fácil, mas protelar tal decisão pode tornar o momento ainda mais doloroso. Existe muita dificuldade em aceitar a separação como algo definitivo tanto para os pais quanto para os filhos. Entre os sentimentos negativos mais frequentes apontamos: tristeza; isolamento; raiva; culpa; ansiedade; depressão; insegurança; medo e solidão.

Seja ao terminar um casamento ou por fim a um namoro, diversos sentimentos e fantasias são internamente despertados nos parceiros. Por isso é tão frequente nos depararmos com casais que há muito se mostram infelizes e sem interesse um pelo outro, mas que se mantem juntos para a surpresa de todos!

E, para vivenciar este processo de maneira mais consciente é imprescindível que você busque entender profundamente o que o/a leva a querer por fim na ligação com seu/sua atual parceiro(a). Se estiver difícil orientar seus pensamentos, a Terapia de Casal ou Psicoterapia individual podem ser instrumentos importantes neste momento, para auxiliá-los no amadurecimento de suas ideias, tanto no sentido de buscar o entendimento quanto de facilitar o processo de separação.

Então, siga em frente e dê a si mesmo(a) a oportunidade de descobrir-se nesta nova realidade!

Marian Martins é psicóloga e atua na área da psicologia clínica e perita do Tribunal de Justiça, também escreve para jornais, blogs e revistas. Aplica psicologia, moda e comportamento do consumidor com foco nas relações humanas
.


WhasApp: (54) 99971 8840 | CRP RS 07|10386 – CRR PR 08 IS|335 Fan Page: https://www.facebook.com/marian.martins3

Nenhum comentário: