quinta-feira, maio 04, 2017

Reserva do Iguaçu:Grupo HIPERDIA segue com o objetivo de melhorar a qualidade de vida do portador reservense através de orientações

As doenças crônicas não transmissíveis, atualmente, elas são consideradas um sério problema de saúde pública, e já eram responsáveis por 63% das mortes no mundo, em 2008, segundo estimativas da Organização Mundial de Saúde. São consideradas doenças crônicas não transmissíveis: as doenças cardiovasculares, câncer, doenças respiratórias (asma, bronquite, Doenças Pulmonar Obstrutivas Crônica – DPOC etc), doenças metabólicas (obesidade, diabetes, hiper e hipotireoidismo, dislipidemia, etc), hipertensão entre outras. Sendo assim, foi criado o grupo HIPERDIA, que destina-se ao cadastramento e acompanhamento de portadores de hipertensão arterial e/ou diabetes mellitus atendidos na rede ambulatorial do Sistema Único de Saúde, tem o objetivo de melhorar a qualidade de vida do portador reservense através de orientações, esclarecimentos de dúvidas e um acompanhamento mais rigoroso para esse público.
No dia 25 de abril, aconteceu o segundo HIPERDIA. A palestrante convidada foi Dr Elisana que abordou o tema DIABETES MELLITUS e a Fisioterapeuta Roberta,que enfatizou a importância do exercício físico. A equipe saúde da família que organizou o evento, contando com as ACS, com a fisio Edina Pessoa, Mauro Antonichem e toda a equipe da Clínica da Família. O grupo está previsto para acontecer toda a penúltima quinta-feira do mês.
Responsável pelo programa HIPERDIA: Enfermeira Kellen Viviane.

Nenhum comentário: