sábado, maio 06, 2017

Paraná:Começa a duplicação da 277, entre o Rio das Mortes e o Rio das Pedras

O motorista que trafegar pela BR 277, perímetro de Guarapuava, deve estar atento, pois há obras na pista. Equipes da concessionária Caminhos do Paraná começaram a duplicação de 5 km, entre o Rio das Mortes até a ponte sobre o Rio das Pedras.
Essa obra foi anunciada pelo governador Beto Richa no final de novembro de 2016, durante visita a Guarapuava.
Segundo o governador, a duplicação no sentido Curitiba faz parte de um grande pacote de obras antecipadas pela concessionária, entre elas, a construção de um viaduto no acesso secundário da rodovia a Guarapuava. 
Com a execução dessas obras, todo o perímetro de Guarapuava será duplicado, garantindo segurança e desenvolvimento para a região”, afirmou o governador. A concessionária também foi a responsável pelas obras de duplicação de 6,7 quilômetros da BR 277, entre o acesso principal de Guarapuava e Relógio. Essa obra estava programada para ser executada apenas em 2019.

ATÉ O TREVO DE ACESSO AO PINHÃO
Outra obra de duplicação da 277, em Guarapuava, já em execução, contempla o trecho até o trevo de acesso ao município de Pinhão. São dois quilômetros de obras.
Assim como o outro, esse percurso também teve a gestão da deputada estadual Cristina Silvestri. Segundo a parlamentar, circulam por esse trecho da rodovia, em média, 16.500 veículos por dia. De acordo com a parlamentar, o investimento ultrapassa os R$ 70 milhões e será um dos mais arrojados e modernos projetos de estradas. Contará com pistas marginais dos dois lados da duplicação, totalizando 10,26 quilômetros de vias paralelas, interligando a vários pontos do perímetro urbano.
O acesso à cidade será possível por três trincheiras (nos Km 346, 348 e 349), sem necessidade de passar por rótulas sobre as pistas principais. “Diminuirá os riscos de acidentes e deixará o trânsito da rodovia fluir normalmente. No Km 345, será construída uma ponte e uma passarela para pedestres”, finalizou.
O empreendimento será um novo corredor para o comércio, indústria e prestação de serviço. “As marginais funcionando como grandes avenidas de ambos os lados da rodovia, para quem vai ao oeste ou para o Sul, conectada pelas trincheiras sob a 277”, disse a deputada.

Nenhum comentário: