sábado, maio 13, 2017

Palmital:Paraná Cidadão movimenta o município com 6,5 mil atendimentos

A feira de serviços Paraná Cidadão, promovida na quarta (10), quinta (11) e sexta-feira (12) no município de Palmital, reuniu aproximadamente 3.300 pessoas no espaço da Igreja Ucraniana. No evento, promovido pela Secretaria da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos (Seju), em parceria com a Prefeitura de Palmital e demais órgãos e secretarias estaduais, foram realizados aproximadamente 6,5 mil atendimentos.
Os serviços oferecidos movimentaram a população de Palmital. O mais procurado foi a documentação e o ônibus da Agência do Trabalhador da Seju com vagas de emprego. “Esse trabalho está sendo muito bem abraçado por nossa população. Hoje pude perceber a importância de você receber um atendimento para documentação, ou para vagas de emprego, ou ainda para cortar cabelo, entre outros diversos serviços que vi aqui. Só tenho que agradecer pelo evento e que se possível voltem para Palmital”, comentou Salim, morador de Palmital.

Para Beatriz Soares também moradora de Palmital, a feira foi muito boa para toda a população. “Trouxe meus filhos, para fazer documentação, é importante para eles terem esse documento desde cedo, e claro foi melhor ainda por ter sido feito de graça e com um fácil acesso”.

Outros serviços oferecidos foram a inscrição nos cadastros de tarifa social de água e luz, orientação jurídica, do consumidor e dos direitos humanos, além de atividades culturais e de lazer. Também CPF, a emissão da carteira de trabalho, informações e cadastramento no programa de cidadania fiscal Nota Paraná e corte de cabelo também tiveram grande procura nesses dias.

O secretário da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, Artagão Júnior reforçou o comprometimento com o governador Beto Richa em levar serviços gratuitos para toda a população. “São serviços que com certeza fizeram a diferença para essa população. Essa é a determinação do governador Beto Richa mostrar o quanto é importante essa ação para as pessoas que não têm oportunidade e nem condição de providenciar a emissão de um documento, de conseguir um emprego, de fazer exames de saúde, entre outros serviços sociais essenciais para o cidadão”.

Nenhum comentário: