sábado, maio 06, 2017

Palmas:Município prepara atos do Dia de Combate à Exploração Sexual Infantil

A semana do Dia Nacional de Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, no próximo 18 de maio, terá uma série de atividades em Palmas, no Sudoeste do Paraná. A programação, organizada por agentes e frequentadores do Centro da Juventude, inclui palestra, panfletagem, pedágio, caminhada e uma gincana
Os dados do canal de denúncia Disque 181, da Secretaria Estadual da Segurança Pública e Administração Penitenciária, revelam que meninas com idade de um a seis anos são as que mais tem seus direitos violados no Paraná. Os dados apontam que os casos mais denunciados são de abuso sexual, neste caso, envolvendo adolescentes de 12 a 14 anos.

A coordenadora do Centro da Juventude de Palmas, Barbara Solange Ruschel de Almeida, destaca a importância da denuncia para coibir o ato de violência sexual contra crianças. "A intenção é mobilizar toda a sociedade para participar desta luta e proteger nossas crianças e adolescentes", disse.

"Esta data reafirma a importância de denunciar e responsabilizar os autores de violência sexual contra a população infanto-juvenil”, concluiu Barbara. A maioria das atividades será concentradas no Centro da Juventude, localizado na Rua Miguel Mikilita - bairro Hípica (ver abaixo).

Segundo Barbara, o destaque será a caminhada, partindo da frente do portão da 15ª Companhia de Engenharia e Combate Mecanizada, no centro da cidade. A saída está prevista para as 14h. O ato terá participação de diversos órgãos ligados aos Direitos da Criança e do Adolescente.

Contexto
De janeiro a abril de 2016, de acordo com dados do Disque 181, foram denunciados no Paraná 197 casos diversos de violência contra crianças e adolescentes.Os registros de 2015 revelam que as principais violações de direitos, constatadas pelos conselheiros tutelares, foram abuso sexual (1.726), seguido por violência física (1.175).

Nos casos de abuso sexual, em 46% das denúncias os agressores eram de familiares das vítimas, sendo que 400 delas têm entre cinco e 12 anos. A violência física teve a maioria das vítimas adolescentes com idade de 12 a 17 anos.

Cronograma de atividades
15 de Maio (segunda-feira)
Palestra sobre Direitos da Mulher, com Keila Moreira (acadêmica do curso de Direito do IFPR) no Centro da Juventude, às 14h para frequentadores e mães.

16 de Maio (terça-feira)
Panfletagem com os adolescentes frequentadores do Centro da Juventude no bairro Hípica.

17 de Maio (quarta-feira)
Pedágio (também realizado com os frequentadores e professores do Centro da Juventude), no período matutino no semáforo do bairro Lagoão, e no período vespertino no semáforo do Centro, em frente a Praça Bom Jesus.

18 de Maio (quinta-feira)
Caminhada com saída as 14h da 15 Companhia de Engenharia e Combate Mecanizada, até a Praça Bom Jesus, com participação de diversos órgãos ligados aos Direitos da Criança e do Adolescente.

19 de Maio (sexta-feira)
Gincana sobre o tema ‘Exploração sexual’ com professores e frequentadores do Centro da Juventude.



Via assessoria.

Nenhum comentário: