sábado, abril 08, 2017

Justiça cassa diploma de prefeito de Serranópolis do Iguaçu por compra de votos


Juíza Carolina Marcela Franciosi Bittencourt, da 114ª Zona Eleitoral de Medianeira, no oeste do Paraná, decidiu cassar o diploma do prefeito de Serranópolis do Iguaçu, Luiz Carlos Ferri (PMDB), por compra de votos. A decisão atinge ainda o vice, Diogo Rodrigo Achtemberg, e os vereadores Vinicius Fracaro e Nilson Mario Konig e o primeiro suplente Jarbas Leandro Franken.

De acordo com o apurado, os fatos que levaram à ação foram praticados em setembro de 2016. Na sentença, a juíza cita que os suspeitos “se valeram do pagamento indiscriminado de cestas básicas, materiais de construção, remédios e dinheiro em espécie para angariar votos”.

Uma das testemunhas - que aponta ter uma família grande e por isso com muitos votos - declarou que teve a promessa de receber R$ 2 mil para fazer a cobertura de casa. O dinheiro seria entregue após as eleições, o que nunca aconteceu.

Além de terem os diplomas cassados, o que implica em afastamento das funções públicas, todos foram condenados ao pagamento de multa de R$1.064,10 e devem ficar inelegíveis por oito anos.

Segundo o advogado dos envolvidos, Evandro Zago Zanella, como a decisão é de juiz de primeira instância, o prefeito, o vice e os vereadores permanecem no cargo. Eles só devem ser afastados em caso de decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TER-PR) ou do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A defesa disse ainda que não deve se manifestar por enquanto sobre o caso, já que tem até quinta-feira (13) para apresentar o recurso junto ao TRE.

Nenhum comentário: