quinta-feira, abril 06, 2017

Gesto de solidariedade sem fronteiras - Paciente de Leucemia na Europa recebe medula de doador de Rio Bonito do Iguaçu

                      
Um simples gesto de um munícipe de Rio Bonito do Iguaçu poderá salvar a vida de uma pessoa diagnosticada com leucemia que está há milhares de quilômetros de distância, precisamente em outro continente.

Vagner Padilha, 28, morador rio bonitense, teve um ato de coragem, humanização e amor ao próximo, seguindo a máxima do “fazer o bem sem olhar a quem”, permitindo a coleta de sangue no Hospital de Clínicas em Curitiba para separação das células tronco que irá salvar a vida de uma paciente na Alemanha. Algum tempo atrás, Vagner se cadastrou como doador de medula óssea no hemocentro em Guarapuava.

Um laboratório de São Paulo entrou em contato e o convocou para uma bateria de exames, pois sua medula poderia ser compatível em um raro caso com a probabilidade de uma em 1 milhão.

Após realizar exames em Guarapuava e Curitiba entre fevereiro e março, a coleta definitiva foi feita no último dia 31 de março. O método utilizado para a coleta se chama Aférese. Diferente da coleta tradicional em que há uma pequena intervenção cirúrgica, o doador faz uso de uma medicação por cinco dias com o objetivo de aumentar o número de células tronco circulantes no seu sangue.

Após esse período, a pessoa faz a doação por meio da máquina de aférese, que colhe o sangue da veia do doador, separa as células tronco e devolve os elementos do sangue que não são necessários para o paciente. Não há necessidade de internação nem de anestesia, sendo todos os procedimentos feitos pela veia. A decisão sobre o tipo de doação é exclusivamente dos médicos.

Orgulho


A secretária de Saúde, Keullin Oliboni, em seu gabinete recebeu o doador Vagner Padilha na última quarta-feira, 6, cumprimentando-o pelo grandioso gesto humanitário. “Estou orgulhosa em saber que uma pessoa em 1 milhão, justamente residente em Rio Bonito, apresentou compatibilidade e fez o procedimento de doação de medula. Espero que com isso, consigamos incentivar para que mais pessoas da nossa região se cadastrem nos hemocentros para coleta e ampliem o banco de medulas”, propõe.

Devido ao caso, a Secretaria de Saúde de Rio Bonito pretende lançar em breve uma campanha publicitária – com divulgação em outdoors, panfletos e nas redes sociais – visando à conscientização e incentivo de doação de medula para que seja veiculada não somente no município, mas em toda a região da Cantuquiriguaçu e consiga atingir também em âmbito estadual.

“Que este exemplo possa se multiplicar e incentivar outras pessoas a serem doadoras. Realmente são em momentos como este que acreditamos que existe um Deus maior, pois realmente o Vagner foi o único em 1 milhão de doadores que vai salvar a vida de alguém desconhecido, que só depende dessa medula”, enaltece a secretária Keullin.

Nenhum comentário: