quinta-feira, abril 13, 2017

Citado em delação da Odebrecht, Osmar Dias faz esclarecimentos

Após ter o nome citado entre os ministros, senadores e deputados que serão investigados pelo STF (Supremo Tribunal Federal), o senador Osmar Dias se pronunciou por meio de nota, negando o recebimento de doação ilegal da Odebrecht, em 2010, para a então candidatura ao Governo do Estado do Paraná.
"Nunca recebi qualquer doação da Odebrecht. Não conheço e jamais tive contato com pessoas ligadas à o Odebrecht.
     Os recursos repassados pelo Diretório Nacional do PDT foram legalmente declarados e aprovados pelo TRE.

Jamais autorizei, em toda a minha vida pública, pessoas a solicitar recursos em meu nome. Não conheço as razões da citação de meu nome, bem como o seu teor, mesmo que indiretamente, na referida citação do processo da Odebrecht.

O que me importa neste momento é que tudo seja esclarecido e que minha honra seja preservada."


Em relação a mesma denúncia, o PDT Nacional também se pronunciou.

NOTA DE ESCLARECIMENTO DO PRESIDENTE CARLOS LUPI 

"O PDT Nacional esclarece que os recursos repassados ao ex-senador Osmar Dias, em 2010, são de exclusiva responsabilidade do Diretório Nacional. Toda a responsabilidade sobre essa questão, cabe à Direção Nacional do PDT. Esclareço, ainda, que o ex - Senador Osmar Dias jamais autorizou a intermediação de recursos com qualquer empresa. A Direção Nacional deixa claro que todos os repasses realizados, em 2010, para a então candidatura de Osmar Dias ao Governo do Paraná, foram oficiais, registrados e devidamente contabilizado conforme determina a legislação eleitoral.

Carlos Lupi Presidente Diretório Nacional do PDT"

Nenhum comentário: